quinta-feira, 25 de julho de 2013

Goiânia: Mil alunos já garantem passe livre estadual

Começou ontem a assinatura do termo para obter a assinatura do Passe Livre Estudantil (PLE). Dos sete mil estudantes da Região Metropolitana de Goiânia que serão beneficiados nesta primeira etapa, cerca de mil compareceram ontem para assinar o termo. Os estudantes também devem acessar o site para se informar sobre a data e o horário marcados para assinar o documento em uma das dez unidades do Vapt Vupt. Após a entrega do termo, os alunos devem receber o cartão em casa, via Correios.

Para o superintendente da Juventude, da Secretaria Estadual de Articulação Institucional, Leonardo Felipe Marques de Souza, o resultado foi positivo para o primeiro dia, levando em consideração que parte dos estudantes está viajando. “Fizemos um pequeno balanço e vimos que neste primeiro dia assinaram o termo cerca de 10% a 15% dos alunos beneficiados. Acredito que a maior procura seja na próxima semana, pois aqueles que estão viajando de férias já estarão aqui”, explica o superintendente.

Leonardo informou ainda que hoje será realizada uma reunião com a Câmara Deliberativa do Transporte Coletivo (CDTC) para tentar resolver a questão da universalização do Passe Livre Estudantil. “Temos uma expectativa nesta reunião de conseguirmos universalizar o PLE, para podermos estender para mais alunos”, ressalta.

Os estudantes assistidos pela primeira etapa do PLE estadual devem assinar o termo de concessão do benefício até o dia 31 deste mês.

A lista com os nomes dos favorecidos pode ser consultada no site da Superintendência da Juventude, com o número de inscrição.

Estado determina requisitos para ser beneficiado

Para ser beneficiado pelo passe livre, o estudante tem de residir em Goiás e estar matriculado em qualquer instituição de ensino fundamental, médio ou superior. O aluno também não pode ser reprovado por nota ou frequência em mais de uma disciplina por semestre ou ano letivo.

Alunos de curso técnico, superior a distância ou semipresencial não têm direito ao desconto. Caso o estudante conclua um curso superior, tranque a matrícula ou abandone os estudos, a concessão do benefício é suspensa. Quem estudar em uma instituição de ensino superior e não estiver inscrito em nenhum programa de transferência de renda do governo estadual também não terá direito ao passe livre.

Fonte: Diário de Aparecida